De olho nas Perseidas!

Radiante da chuva de meteoros Perseidas, às 5h30 da manhã do dia 13/08, na latitude 23º Sul.

Detritos do cometa 109P/Swift-Tuttle dão origem à chuva de meteoros Perseidas, que atinge seu pico de atividade na madrugada do dia 12 para o dia 13 de agosto. A taxa esperada para 2019, para observação na última hora da manhã, é de 25 meteoros por hora, de acordo com a International Meteor Organization.

Ao longo da noite, a Lua cheia (95% de sua face visível estará iluminada) – e a poluição luminosa, para observadores em áreas urbanas – prejudicam a observação, permitindo que apenas os meteoros mais brilhantes sejam visualizados. A Lua, no entanto, se põe pouco depois das 5h00, favorecendo a observação antes do nascer do Sol.

Para observadores próximos ao Trópico de Capricórnio (~Latitude 23.5º Sul) o radiante não se ergue mais que 10º acima do horizonte norte. O radiante é o ponto no céu de onde as trajetórias dos meteoros parecem se originar e está localizado na direção da constelação de Perseu, atingindo sua elevação máxima no céu por volta das 5h30 da manhã.

Confira no mapa acima, para a latitude de São José dos Campos às 5h30 da manhã do dia 12/08, o aspecto do céu durante o pico das Perseidas.

O Céu de Abril – 2019

Órion começa a se despedir e se põe cada vez mais próximo do início da noite. São as últimas oportunidades para apontar binóculos e telescópios para a exuberante M42 – a Grande Nebulosa de Órion – antes de seu ressurgimento no céu de verão.

Aproveite também para observar as Plêiades e as Híades, na constelação de Touro. Asterismos facilmente reconhecíveis à vista desarmada mas que também são excelentes alvos para binóculos.

Lua

FaseDiaHora
Nova0505h50
Crescente1216h06
Cheia1908h12
Minguante2619h18

A lua minguante inicia o mês compondo um trio espetacular ao amanhecer. No dia 2 de abril, nosso satélite estará 3° ao sul do exuberante planeta Vênus. Mercúrio completa o quadro, mas sua visualização pode ser difícil em áreas urbanas com maior poluição atmosférica.

No anoitecer do dia 09/04, o espetáculo tem lugar no horizonte oposto. Na constelação de Touro, Marte é emoldurado pela Lua e pelos aglomerados abertos Híades e Plêiades. Olhe na direçao noroeste logo após o pôr do Sol.

Júpiter e Saturno.

Júpiter e Saturno seguem vísiveis após a meia-noite e ao longo de toda a madrugada durante o mês de Abril. E na noite de 24 para 25/04 cruzam o céu escoltando a Lua.

Céu da Semana – 26/02

Céu do dia 26/02/2019 18h50m (Hora Local) na latitude da cidade de Recife-PE.

Com o nascer da Lua após a meia-noite ao longo da semana, o céu da primeira metade da noite é dominado pela exuberância da constelação de Órion – O Caçador – e pelas estrelas mais brilhantes de todo o céu: Sírius (na constelação do Cão Maior), Canopus (na constelação de Carina) e Rigel e Betelgeuse (em Órion) são verdadeiras gemas do céu de verão.

Marte é o único planeta visível a olho nu no início da noite, na direção da constelação de Áries.