Anuário Astronômico 2020

Março
01
02Lua – Quarto Crescente16h57
03
04
05
06
07
08
09Lua Cheia14h48
10
11
12
13
14
15
16Lua – Quarto Minguante06h34
17
18Lua em conjunção com Marte (1° N) e Júpiter (2° N) ao amanhecer.5h
19
20Equinócio de Outono
Marte em conjunção (1° S) com Júpiter
0h50
3h
21
22
23 Mercúrio em máxima elongação oeste (27°) 23h
24Lua Nova
Vênus em máxima elongação leste (45°)
06h28
19h
25
26
27
28
29
30
31Marte em conjunção (1° S) de Saturno9h

Saturno e Júpiter coroam o entardecer de Setembro.

Júpiter e Saturno já não aparecem tão brilhantes quanto há alguns meses, quando atingiram a posição e estavam mais próximos da Terra, mas seguem proporcionando um espetáculo para observadores a olho nu ou munidos de telescópios.

Céu na latitude de São José dos Campos por volta das 19h00 do dia 14 de setembro. A Lua cheia surge no horizonte enquanto Saturno e Júpiter estão altos no céu. [imagem: Stellarium]

A imagem acima representa o céu na latitude de São José dos Campos por volta das 19h00 do dia 14 de setembro (2019). A Lua cheia surge no horizonte leste enquanto, no alto, Saturno e Júpiter reinam imponentes.
É tempo de aproveitar para observar estes gigantes gasosos que começam a se por cada vez mais cedo.

Visão telescópica de Júpiter e seus satélites às 19h00 do dia 14 de setembro de 2019. [simulação: Stellarium]
Visão telescópica de Saturno e seus satélites às 19h00 do dia 14 de setembro de 2019. [simulação: Stellarium]

Mesmo em pequenos telescópios é possível distinguir detalhes nos planetas e identificar suas maiores luas. Use as imagens acima para identificá-las.

Cruzeiro do Sul (Crux). Identifique a constelação no entardecer das noites de setembro.
Escorpião – Identifique a constelação a partir da posição de Júpiter, o astro mais brilhante no céu antes do nascer da Lua.

Se você está começando a conhecer o céu agora, aproveite para tentar reconhecer algumas constelações. O Escorpião e o Cruzeiro do Sul são alguns dos asterismos mais fáceis de identificar. Procure também Rigil Kent (Alpha Centauri) e Hadar (Beta Centauri), entre Escorpião e Cruzeiro do Sul.
Siga observando em dias sucessivos e perceba que a posição relativa entre as estrelas não muda, mas que a cada dia elas se põem 4 minutos mais cedo.

Conhecer o céu não é uma tarefa mais complicada do que conhecer as ruas da sua cidade. Comece identificando uma ou duas constelações e observando sua vizinhança. Logo você reconhecerá mais padrões e montará um mapa mental do céu. Continue nos acompanhando e seguindo as dicas de observação. O universo é vasto, mas observar o céu está ao alcance de todos.


Leia também

O Céu de Abril – 2019

Órion começa a se despedir e se põe cada vez mais próximo do início da noite. São as últimas oportunidades para apontar binóculos e telescópios para a exuberante M42 – a Grande Nebulosa de Órion – antes de seu ressurgimento no céu de verão.

Aproveite também para observar as Plêiades e as Híades, na constelação de Touro. Asterismos facilmente reconhecíveis à vista desarmada mas que também são excelentes alvos para binóculos.

Lua

FaseDiaHora
Nova0505h50
Crescente1216h06
Cheia1908h12
Minguante2619h18

A lua minguante inicia o mês compondo um trio espetacular ao amanhecer. No dia 2 de abril, nosso satélite estará 3° ao sul do exuberante planeta Vênus. Mercúrio completa o quadro, mas sua visualização pode ser difícil em áreas urbanas com maior poluição atmosférica.

No anoitecer do dia 09/04, o espetáculo tem lugar no horizonte oposto. Na constelação de Touro, Marte é emoldurado pela Lua e pelos aglomerados abertos Híades e Plêiades. Olhe na direçao noroeste logo após o pôr do Sol.

Júpiter e Saturno.

Júpiter e Saturno seguem vísiveis após a meia-noite e ao longo de toda a madrugada durante o mês de Abril. E na noite de 24 para 25/04 cruzam o céu escoltando a Lua.