Encontros Celestes: Saturno e Lua? Deu Match!

Na noite de 18 para 19 de junho, Saturno surgiu no horizonte leste em companhia da Lua. Um belo espetáculo que se tornou ainda mais belo quando, próximo à meia noite, os astros atingiram a separação mínima.

Lua e Saturno sobre o horizonte leste no início da noite de 18 de junho (2019). [imagem: Stellarium]

O fenômeno é observável a olho nu ou com binóculos, mas observadores que apontaram seus telescópios para a dupla foram recompensados com a impressionante visão de Saturno e da Lua aparecendo juntos no mesmo campo da ocular.

O movimento de rotação da Terra em torno de seu próprio eixo faz com que vejamos o Sol, a Lua, as estrelas e os planetas deslocando-se no céu diariamente de leste para oeste. O movimento diurno dos astros em torno da Terra é apenas aparente: é a Terra quem está girando. Mas a Lua tem também seu movimento próprio: circulando a Terra de oeste para leste, completando uma órbita a cada 27,3 dias.

Lua aproximando-se da conjunção com Saturno na noite de 18 de junho (2019).
[imagem: Wandeclayt M/Céu Profundo – Telescópio de 203mm F=1200mm, Canon EOS 7D no foco primário.]

Devido a este movimento, a Lua desloca-se mais lentamente que os demais astros ao cruzar o céu diariamente. É este atraso que nos permite ver a Lua emparelhando com diversas estrelas brilhantes e planetas ao longo de sua trajetória. É o que chamamos de CONJUNÇÃO.

Para observadores próximos da linha do Trópico de Capricórnio (Latitude 23.5º S) a separação entre Saturno e a Lua foi de menos de 0.5º no instante da conjunção.
[imagem: Wandeclayt M/Céu Profundo – Telescópio de 203mm F=1200mm, Canon EOS 7D projeção de ocular.]

Dependendo da posição do observador estes eventos podem ser vistos como uma ocultação, com a Lua passando pela frente do astro mais distante. Observadores na Argentina e no sul do Chile puderam ver a Lua ocultar Saturno na conjunção do dia 18/06.

Mas vale lembrar que a proximidade é apenas aparente. Enquanto a Lua se encontra a uma distância média de 384 mil km da Terra, o gigante Saturno e nos acena com seus anéis de uma distância de 1 bilhão e 400 milhões de km (pouco mais de 9 vezes a distância da Terra ao Sol).

Se você perdeu este espetáculo e quer deixar marcada na agenda a próxima oportunidade, tome nota: Lua e Saturno voltam a se encontrar na madrugada do dia 16 de julho. E continue acompanhado o portal Céu Profundo aqui, no twitter, no instagram ou no facebook para ficar por dentro dos próximos encontros celestes, com diagramas e dicas de observação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *